Tudo sobre microblanding

IMG_8565

 

Boa notícia para quem tem sobrancelhas falhadas, mas nunca se aventurou em procedimentos porque tem medo de ficar artificial. O microblanding corrige essas pequenas imperfeições com um resultado supernatural. “Como é feito fio a fio e só na primeira camada da pele, fica muito parecido com a sobrancelha original, tem volume e definição. É perfeito para deixar o olhar simétrico. É indicado também para quem tem alopecia (perda dos pelos)”, conta a especialista em beleza e sócia do Majestic Carla Barraqui.

IMG_8547

A jornalista Fernanda Costa é um exemplo. Como quase não tinha pelos, nem se preocupava muito com as sobrancelhas. No máximo, quando ia a festas, passava um lápis. Fernanda conheceu a técnica, achou natural, então resolveu fazer para dar mais expressão ao olhar. “Amei o resultado! Sinto que tenho sobrancelha. Acho que fiquei mais expressiva. As pessoas também comentam que fiquei. Suuuuuperrrrr indico”, frisa.

Ana Claúdia também quase não tinha pelos, “dava para ver a pele”.  Só saia de casa depois de “acender” as sobrancelhas com lápis a prova d’água. Fez a adorou! “Achei o resultado ótimo, muito natural e a recuperação prática”, elogia. Gostou tanto, que já levou a mãe, a sobrinha e algumas amigas. Só a irmã que não fez, porque tem dificuldade de cicatrização.

 

IMG_8552

Por falar nisso, não podem fazer:
::Gestantes
::Diabéticos
::Quem toma medicamentos anticoagulantes
::Alérgicos
::Pessoas com dificuldade de cicatrização e histórico de queloides

Agora a pergunta que não quer calar: dói?
“Eu achei um incômodo suportável”, diz Ana Cláudia. “Não dói, passam pomada anestésica antes. Mas eu tenho pânico de agulha, então fiquei nervosa. Aconselho levar um fone com música para distrair”, ensina Fernanda.

Diferencial
Apesar de ser uma técnica nova, os anos de experiência contam (e muito!) para ter as sobrancelhas dos sonhos. Carla Barraqui, por exemplo, usa seus 18 anos de experiência como designer sobrancelhas para chegar a um resultado em perfeito equilíbrio com o tipo de rosto e outras características das clientes. “Acho que ter esse olhar treinado faz toda diferença na hora de desenhar, de definir onde os “novos fios” entram. É fundamental ter essa noção de beleza como um todo para um resultado bem realista”, explica. O trabalho é manual e feito com o tebori, uma espécie de lâmina com várias agulhas, originalmente usado por tatuadores no Japão. Leva em média uma hora e meia (varia de pessoa para pessoa) e dura de dez a 12 meses. O pigmento é colocado na camada basal, entre a epiderme e a derme, por isso dura menos tempo que procedimentos mais invasivos. Depois de um mês, precisa fazer retoque.

IMG_8562

A cicatrização leva em média sete dias. Os cuidados são os mesmos usados em tatuagem:
:: Uso de pomada cicatrizante (específica para tatuagem. Disponível com a profissional)
:: 72 horas sem molhar o local.
::Não pegar sol por pelo menos 15 dias.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *