Saiu na mídia: Dicas de side cut hair com Anderson Couto para Revista – O Globo

RIO – É preciso coragem para sentar na cadeira do cabeleireiro e pedir:
— Passa a máquina!
E não estamos falando de ficar completamente careca. O que as meninas antenadas têm pedido por aí é para raspar apenas um dos lados da cabeça. Detalhe importante: deixando cabelo suficiente logo acima, para esconder a parte raspada quando quiser. Só aparece quando o cabelo é preso num coque ou rabo de cavalo, ou jogado para o outro lado.
Parece familiar? Quem tem mais de 30 anos certamente se lembra da fase punk dos anos 1980, quando o corte virou moda durante o movimento. Sim, ele está de volta, e de forma mais democrática, agradando moderninhas e “patricinhas”.
O nome do estilo é bem literal: “side cut hair”, ou “corte de cabelo de lado”. Fora do Brasil, a moda já é taxada de febre, com direito a celebridades aderindo cada vez mais (Rihanna e Mylley Cyrus que o digam). Por aqui, não é difícil encontrar adeptas. Dificilmente quem frequenta a noite não esbarrou numa por aí.
Mas nem só as mais moderninhas têm arriscado raspar parte da cabeça. Cabeleireiro que já teve em suas mãos cabeças famosas, entre Letícia Spiller, Geovanna Ewbank e Paola Oliveira, Anderson Couto cabeleireiro, garante que tem recebido no salão Majestic, em Botafogo, meninas de diferentes estilos atrás do visual.
— Eu até me surpreendo. Tem muita “patricinha” que senta aqui e pede esse corte. Mas aí é menos radical em comparação ao que a gente via antigamente. Elas raspam um pouco e se asseguram para que o resto do cabelo possa mesmo esconder completamente a parte raspada — conta Anderson. — Acho que elas só têm coragem exatamente por essa possibilidade de deixar escondido.
Para ele, as únicas mulheres que não deveriam aderir são as de rosto muito redondo (o formato do rosto ficaria mais ressaltado) ou as de cabelo muito fino e ralo (poderia ficar mais ralo ainda). Outro cuidado é na hora do retoque.
— Acontece muito de, na hora de passar a máquina, o cabeleireiro ir “comendo” cada vez um pouco mais de cabelo, subindo a parte raspada… Até que daqui a pouco tá quase lá no meio da cabeça — ele ri. — É verdade, vejo muito isso.
Uma variante do corte é, no lugar de passar a máquina, apenas cortar o cabelo bem rente à cabeça. Foi o que fez, por exemplo, a cantora Mariana Aydar, que apareceu assim há coisa de um ano. Celebridades, aliás, deram uma mão e tanto para a moda voltar. A precursora da nova leva é Alice Dellal, a modelo-rebelde que mora em Londres, filha da ex-modelo brasileira Andrea Dellal. Entre as estrangeiras, quem é fã de carteirinha é a cantora Rihanna, que volta e meia aparece com uma nova versão do corte, seja com cabelo curto, cacheado, liso, chanel… Agora, está na fase longo. Membro mais recente deste clube é a atriz Milley (Hannah Montana) Cyrus, que não apenas raspou os dois lados como apostou num louro-branco. Têm chamado a atenção dos holofotes ainda a canadense Avril Lavigne e a atriz Jada Pinkett Smith, que cria os mais exuberantes penteados para deixar a cabeça à mostra.
E você, tem coragem?

Leia mais sobre esse assunto em http://ela.oglobo.globo.com/beleza/cabelo/saiba-como-usar-side-cut-hair-corte-radical-adotado-por-rihanna-avril-lavigne-miley-cyrus-6824214#ixzz2DFKDoCh7
Copyright © 2012 O Globo S.A.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *